O mês de maio é marcado pela campanha do Maio Laranja, para combate à violência e exploração de crianças e adolescentes. A sessão desta quinta na Câmara foi realizada em caráter especial para debater esse tema e contou com a presença de vários órgãos ligados à proteção de crianças e adolescentes. Entre eles, estiveram presentes, a Delegacia da Mulher, através da Delegada Lidiane Pinheiro; o Ministério público, através da Promotora Sabrina Mamede; o NIOP, através do Ten. Cel. Rosilan Oliveira; o 5º BPM, através do Ten. Cel. Galhardo; Conselho tutelar, através da conselheira Natasha Guimarães; Prefeitura Municipal, através da Secretária de Educação e outros secretários presentes também, vereadora Paula Titan, que é Presidente da Comissão de direitos humanos da Câmara. Essa sessão foi proposta pelo vereador Zé do Ovo, e contou com apoio e adesão de todos os vereadores, que também estiveram presentes e participaram do debate.
Os órgãos de segurança, como NIOP e 5º BPM relataram seu papel no combate a esse crime e de que forma as pessoas podem procurá-los para denunciar, reforçando que as denúncias podem ser até anônimas através de ligação para o 190. A Delegada Lidiane reforçou a importância do trabalho em conjunto de todos esses órgãos para conseguirem avançar nessa luta, que é diária e que precisa do apoio de todos. A Promotora de justiça trouxe vários dados a respeito desse tipo de crime, e enfatizou a importância de debater mais esse tema, até para que as crianças consigam se enxergar nessa situação e entendam que podem denunciar, mesmo quando o crime é praticado por alguém próximo. O Conselho tutelar falou sobre a quantidade de denúncias grande que recebem, e informou que as notificações tem aumentado com o retorno das aulas presenciais. São dados alarmantes, mas mostram que as pessoas estão conseguindo denunciar, no entanto o Conselho tutelar precisa de mais estrutura e equipe, pois a demanda é muito grande.

Alguns vereadores se pronunciaram na tribuna para fazer considerações a respeito desse tema, trazer relatos e também apresentar alguns questionamentos aos órgãos de segurança e outros órgãos que tem responsabilidade de ajudar nessa luta. Além também de informar sobre cobranças que já tem sido feitas pelo parlamento, entre as principais está a criação de mais um conselho tutelar na cidade. Além disso, falaram sobre avanços a respeito de criação de legislações e mecanismos que ajudam a fortalecer essa luta, uma delas é a própria criação da Campanha do maio laranja. E reforçaram o que foi dito também pelos órgãos de segurança, “todos podem ajudar de alguma forma”, e para a população, a melhor maneira de fazer sua parte é denunciando quando souber que uma criança ou adolescente está sendo abusada.

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade